Polipropileno: as suas vantagens no mobiliário

A escolha dos materiais na conceção de mobiliário é essencial em termos de sustentabilidade ambiental, na medida em que cada vez mais existe a preocupação com o meio ambiente. O design é, do mesmo modo, um fator a ter em conta, pois o objetivo é criar peças não só esteticamente agradáveis, mas também ergonómicas, para proporcionar maior conforto aos seus utilizadores.

O polipropileno apresenta diversas vantagens no mobiliário. A sua baixa densidade permite a obtenção de peças mais leves para fácil transporte, bem como a sua elevada dureza e rigidez oferecem garantia superior. Além disso, tem boa resistência à temperatura ambiente, bem como a produtos químicos. O polipropileno é, também, personalizável, pois facilmente se adiciona corante, sem degradar a qualidade do material.

Uma das grandes vantagens do polipropileno é a sustentabilidade, na medida em que consome pouca energia durante a produção, bem como produz baixas emissões de dióxido de carbono, em comparação com outros polímeros. Pode ser reciclado várias vezes e em diferentes aplicações.
Sendo de fácil moldagem, o polipropileno permite criar um design adequado e funcional. É o caso da nossa linha ERGOS: cadeiras, mesas e tabuleiros obtidos por injeção assistida por gás, processo esse que permitiu criar um design adequado às salas de sala, valorizando principalmente a ergonomia e bem-estar dos alunos. São leves e de fácil limpeza, bem como podem ter um aditivo antibacteriano. O facto de serem produzidas em polipropileno oferece maior resistência e durabilidade.