História

Hoje a NAUTILUS tem uma oferta muito vasta, trabalhando em dois principais segmentos, o mobiliário escolar e as tecnologias para a educação. A empresa diferencia-se da concorrência oferecendo uma solução completa e integrada para a realidade das escolas de hoje, cujas necessidades evoluíram.

O seu percurso começou em 1996 com a produção de mobiliário doméstico. Em 1999, fruto da entrada da atual administração, a empresa passou a dedicar-se à produção de mobiliário escolar, com reconhecido sucesso.

Na prática, a atividade da NAUTILUS é mais abrangente, consistindo esta na produção de mobiliário em madeira, metálico e em polipropileno destinado não só ao segmento escolar, mas apostando igualmente na produção de mobiliário para escritório, bibliotecas, igrejas e museus.

O investimento em inovação e desenvolvimento tecnológico desempenhou, ao longo do seu percurso, um papel essencial na atividade desenvolvida pela NAUTILUS. Desde 2005, a empresa conta com um Núcleo de I&DT, que não é mais do que uma equipa com técnicos dedicados exclusivamente ao desenvolvimento de novos produtos.

O salto tecnológico dado pela NAUTILUS marcou o ponto de viragem no percurso da empresa. Em 2006, chegou o reconhecimento internacional pela sua inovação na área das tecnologias para a educação, por meio Prémio Worlddidac, o prémio mundial com maior prestígio e reconhecimento no sector da educação. A conquista deste prémio (recebido 3 vezes consecutivas) foi o passaporte para a internacionalização da empresa e deu notoriedade à NAUTILUS além-fronteiras.

A implementação do Plano Tecnológico da Educação do Governo Português foi também um período de transição, desta feita no mercado nacional, resultando num grande impulso das vendas nacionais dos produtos da Escola Interativa, um conceito desenvolvido pela empresa, no qual se reúnem todas as tecnologias para a educação necessárias para tornar as aulas mais interessantes, criativas e produtivas. Tendo antecipado as necessidades do mercado e a evolução do paradigma das escolas modernas, à data da implementação do Plano, a NAUTILUS encontrava-se numa posição premium para fornecer as escolas portuguesas.

Com um crescimento contínuo nos últimos 10 anos, hoje a NAUTILUS encontra-se em mais de 20 países, com um volume de exportação superior a 60%.